Pular para o conteúdo

Cirurgia plástica: a escolha do profissional faz a diferença

CATEGORIAS: Sem categoria

Cirurgia plástica: a escolha do profissional faz a diferença

Difícil para o leigo entender os nomes de cada um dos procedimentos que surgem no ambiente da cirurgia estética. Lipoaspiração tradicional, laser lipo, lipo ultrassônica, lipoaspiração por seringa e vibrolipoaspiração são apenas alguns dos exemplos que estão disponíveis para tratamento do contorno corporal.

Vamos esclarecer que todas as técnicas partem de um mesmo princípio: fragmentar o tecido gorduroso e retirá-lo do seu leito habitual por meio de um sistema de pressão negativa (aspiração). Mas cada técnica tem uma maneira diferente para chegar ao resultado desejado.

Vibrolipoaspiração

É um procedimento que utiliza um dispositivo conectado ao sistema de ar comprimido ou à eletricidade, promovendo o movimento da cânula. Isso faz com que o paciente fique menos tempo em procedimento cirúrgico, o que reduz, por exemplo, o risco de trombose. Além de permitir uma recuperação mais rápida.

Não podemos afirmar que um tratamento estético seja superior ao outro, ou proporcione melhor resultado. Todos dependem, essencialmente, do profissional responsável pela cirurgia. A vibrolipoaspiração permite que a execução da cirurgia seja mais fácil. Mas cada cirurgião utiliza o método que considera mais confortável e eficiente.

Prótese de mama

Você acha que na hora de colocar prótese na mama, é só agendar a consulta e falar o tamanho desejado e tudo certo. Correto? De forma alguma. Nos últimos anos, houve avanço na qualidade dos implantes mamários, assim como no desenvolvimento de diferentes formas e projeções. Elas são, em geral, agrupadas como redondas, cônicas ou anatômicas (comumente conhecidas como gota ou perfil natural). Cada uma delas ainda pode apresentar quatro projeções diferentes: baixa, média, alta e extra alta projeção.

Durante toda consulta médica, um profissional atento avalia o que a paciente deseja, quais suas expectativas e a possibilidade de atingir seus objetivos. Na escolha de uma “simples prótese de mama”, por exemplo, avalia-se a largura do tórax, a base das mamas, a queda da aréola, dentre outros fatores. A partir dessa análise, associa-se o desejo e as características da paciente, determinando, por fim, o tipo e o volume do implante.

É importante que a paciente, durante sua avaliação, receba orientações sobre os resultados esperados, possíveis complicações e fatores envolvidos para que a evolução pós-operatória seja satisfatória. A necessidade de diálogo é imperativa. Apenas depois de uma conversa aberta com seu médico, a paciente terá condições de decidir se o procedimento desejado é o mais indicado para ela.

Dr. Giulianno Castelo Branco
Cirurgião Plástico
CRM-DF: 14365 | RQE: 8344
Fone: (61) 3244-1603
contato@giuliannocastelobranco.com.br
Centro Médico Júlio Adnet
SEPS 709/909, Sala 121, Bloco B

CIRURGIA PLÁSTICA
ENVIE-NOS UMA MENSAGEM
close-link
Share This