Pular para o conteúdo

Cirurgia Plástica na Terceira Idade

CATEGORIAS: Sem categoria

Cirurgia Plástica na Terceira Idade

Durante um bom tempo, a cirurgia plástica em pacientes acima de 60 anos costumava se restringir a alguns procedimentos, especialmente aos que atuavam no envelhecimento da face (blefaroplastia e ritidoplastia). Excetuando-se as cirurgias plásticas de caráter reparador, como retirada de tumores de pele e reconstruções mamárias, existia pouco conhecimento ou mesmo inibição desses pacientes para cirurgias que eram consideradas “para um público mais jovem”.

Muita coisa mudou desde então, em primeiro lugar nossos ïdosos” não são mais os mesmos. A população envelhece hoje com muito mais saúde e isso muda significativamente as indicações cirúrgicas que podem ser realizadas com segurança nessa faixa etária.

O envelhecimento com qualidade, por sua vez, permite um prolongamento da vida social. As pessoas saem mais, vão ao clube, restaurantes, viajam e namoram por mais tempo. Como consequência, querem se sentir mais bonitas e atraentes .

Por fim, a medicina evoluiu. As técnicas de cirurgia plástica e pós operatório melhoram cada vez mais. Isso implica em  cirurgias mais rápidas, efetivas e com menos riscos. Grande parte das técnicas foram modificadas, algumas caem em desuso em decorrência desse processo.

Não se espantem, portanto, quando observarem em sua academia de ginastica, “senhoras “ em plena forma física com proporções antes só vistas em mulheres mais jovens. Colocar prótese de mama, fazer lipoaspiração, retirar excesso de pele não representam mais um tabu para essas pacientes. São maduras, atraentes e decididas, sem nenhum problema em exibir um corpo produzido por boas mudanças de hábito  e uma ajudinha do bisturi!

CIRURGIA PLÁSTICA
ENVIE-NOS UMA MENSAGEM
close-link
Share This