Otoplastia

 

A orelha em abano é uma alteração anatômica que já se torna aparente na primeira infância.

Algumas crianças sentem-se extremamente desconfortáveis com as brincadeiras dos colegas e com os apelidos. Após os sete anos o crescimento da cartilagem auricular é bastante reduzido, de forma que, se essa alteração trouxer transtornos psicológicos, pode ser corrigida a partir dessa idade.

Se a criança, no entanto, não percebe essa diferença, pode-se aguardar até o momento mais oportuno. Muitos pacientes, inclusive, só operam quando adultos.

 

Como Funciona a Cirurgia de Otoplastia

 

A cirurgia consiste na retirada de um fuso de pele na região posterior da orelha, seguido de descolamento da cartilagem auricular e reposicionamento da mesma.

Em algumas situações procede-se a retirada de uma concha de cartilagem para melhor acomodação e resultado estético. Quando o pólo superior encontra-se “apagado^, realiza-se uma escarificação da cartilagem para facilitar a sua modelagem com pontos de sutura.

Faz-se hemostasia local seguido de fechamento da ferida operatória.

Recuperação de Otoplastia

 

O procedimento pode ser realizado sob sedação e infiltração de anestésico local.

A alta é dada no mesmo dia com curativo compressivo em volta da cabeça para proteção do pavilhão auditivo.

Após cinco dias retorna-se ao consultório para retirada do curativo e avaliação do paciente. A faixa elástica permanece para uso em tempo integral durante 10 dias, em média. Depois desse período a faixa deve ser mantida durante o sono por um período de 3 (três) semanas.

A boa higiene e cuidados locais são fundamentais para para uma evolução favorável do procedimento. A cicatriz além de boa qualidade, fica oculta atrás da orelha, tornando o resultado bastante natural.

TERMOS DE ESCLARECIMENTO

A orelha é uma das partes do corpo humano que poderá trazer o estigma familiar: “O filho tem a orelha do pai”! Muitas vezes a orelha em abano, é encontrada em vários membros da família e constitui uma identificação negativa, principalmente pelo fato de gerar caçoadas na infância, trazendo como conseqüência marcas profundas no comportamento da criança.

Assim é que existe uma idade ideal para se fazer a cirurgia de correção do abano: 5 a 7 anos, período em que a orelha já está totalmente formada e quase igual ao tamanho daquela do adulto. Além do mais, por se tratar de um período pré-escolar, nessa fase começam os problemas de ordem psicológica. Normalmente as seguintes perguntas são feitas por ocasião da 1ª consulta:

P: A CIRURGIA DA ORELHA EM ABANO DEIXA CICATRIZES?

R: A cicatriz desta cirurgia é praticamente invisível, por localizar-se atrás da orelha, no sulco formado por esta e o crâneo. Além do mais, como se trata de região de pele muito fina, a própria cicatriz tende a ficar “quase imperceptivel”, mesmo em algumas técnicas que utilizam pequenas incisões na face anterior .

P: QUAL O TIPO DE ANESTESIA?

R: Crianças: anestesia geral. Adultos: anestesia local com ou sem sedação (a critério).

P: QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?

R: Meio período a 1 dia, dependendo do tipo de anestesia e idade do(a) paciente.

P: QUANTO TEMPO DEMORA O ATO ClRÚRGICO?

R: Geralmente em torno de 90 a 120 minutos.Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá lhe informar quanto ao tempo total.

P: HÁ PERIGO NESTA OPERAÇÃO?

R: O perigo não é maior ou menor que aquele de se viajar de automóvel, avião ou mesmo o simples atravessar de uma rua. São riscos do quotidiano, os quais estamos acostumados a enfrentar.

P: HÁ DOR NO PÓS-OPERATÓRIO?

R: Certo incômodo poderá ocorrer no pós-operatório. Quando houver esta intercorrência, poderemos combatê-la com analgésicos comuns.

P: COMO É O CURATIVO?

R: Faz -se a proteção da cicatriz com curativos pequenos. Protege-se a orelha (principalmente em crianças), nos primeiros dias, com uma espécie de touca, a fim de evitar traumatismos locais. Em alguns casos, recomenda-se o uso das faixas tipo “ballet”ou “tenis”.

P: QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS? HÁ DOR?

R: Em torno do 8o. dia. Não existe dor na retirada.

P: EM QUANTO TEMPO SE ATINGIRÁ O RESULTADO DEFINITIVO?

R: Assim que se retira o curativo já teremos em torno de 80 % do resultado almejado. Após 12 semanas, o resultado será definitivo.

P: NÃO HÁ O RISCO DE “VOLTAR O PROBLEMA DO ABANO” APÓS A CIRURGIA?

R: Desde que devidamente conduzida a cirurgia, o resultado será definitivo. Convém salientar que uma leve assimetria poderá ocorrer, pois, mesmo as pessoas não operadas e que tenham orelhas normais, não apresentam simetria absoluta.

RECOMENDAÇÕES SOBRE A CIRURGIA DE ORELHA EM ABANO

PRÉ- OPERATÓRIO:

  • Comunicar-se com o seu médico até a véspera da cirurgia, em caso de gripe, infecções, etc.
  • Obedecer ao horário estabelecido para internação.
  • Manter-se em jejum por um período de 8 a 12 horas antes.
  • Lavar os cabelos na vésperas.
  • Se V. tiver cabelos compridos, não deverão ser cortados e sim mantidos até um período após à cirurgia. Isto ajuda a disfarçar o curativo, nos primeiros dias.

PÓS- OPERATÓRIO:

  • Evitar sol, friagem, vento e traumatismos locais por um período de 10 dias.
  • Comparecer ao consultório para controle pós-operatório, nos dias indicados pela enfermeira.
  • Obedecer à prescrição médica.
  • Poderá retornar às atividades escolares, profissionais, etc 4 a 5 dias após a cirurgia.
  • Alimentação livre, a partir do segundo dia, principalmente à base de proteínas ( carnes, leite, ovoe ) e vitaminas (frutas).
  • Esta despretensiosa mensagem foi elaborada com intuito de informa-lo(a) a respeito da CIRURGIA DE ORELHA EM ABANO. Através do Site da SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLÁSTICA na INTERNET, você poderá obter maiores esclarecimentos, se assim o desejar.