top of page
  • GIULIANNO CASTELO BRANCO

Afinal , existe realmente tendência de seios menores ?



Nos últimos meses pude ler alguns artigos afirmando que atualmente as mulheres

tendem a escolher seios menores na oportunidade da cirurgia de prótese de mama .

Quando essa cirurgia começou a ser popularizada era comum a inclusão de próteses

realmente pequenas (de 90 a 150 ml) , anos depois , houve um desejo por próteses cada

vez maiores, como símbolo da sensualidade e poder femininos.


Na ocasião das consultas médicas o cirurgião , ao observar os desejos da paciente

associados a sua constituição física, propõe uma faixa de volume que ele considera mais

próximo do resultado esperado. De forma geral , o que observo é um desejo de colo

cheio , realçando a forma da mama. Além disso , em minha experiência profissional , não

me recordo de pacientes insatisfeitas por terem escolhido próteses grandes mas o

contrário acontece...


Acho , portanto, difícil considerar como tendência a utilização de próteses menores

baseados em dados de um ou outro grupo de pacientes. Se quisermos ter uma real

dimensão dos volumes utilizados por nossas mulheres teríamos que realizar um estudo

que envolveria um extenso número de variáveis tais como : idade , altura , largura do

tórax ,nível de escolaridade , raça , perfil psicológico ou qualquer outro fator que possa

ter influência no conceito individual e coletivo de beleza. O subjetividade do próprio

tema já dificulta uma avaliação mais rigorosa , afinal o que seria definido como grande

ou pequeno? Entre os extremos temos uma grande variedade de opiniões...


Muitos fatores devem ser considerados na escolha das próteses mamárias(como já

explicados em matérias anteriores) e , por isso , a decisão sobre o volume deve ser a

última a ser feita. Acredito que o mais sensato seria individualizar a escolha e , na

medida do possível , desconsiderar o que é “tendência” . Apenas uma boa interação

médico-paciente poderá aproximar o resultado esperado do obtido , o volume ser

colocado é consequência dessa interação.

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page